sexta-feira, 7 de agosto de 2009

UMA GOTA DE LÁGRIMA NUM LITRO DE SANGUE


Úmidos os cabelos
Mente descansada
Algumas fotos pela casa...

Gosta de literatura estrangeira,
Ousa saber dos segredos escondidos e descobre
Tatuagens reluzentes nas costas das mãos.
As roupas lavadas

Deixam o perfume escorrer pelo quarto,
Entrar na sala e sair pela janela.

Lentes de contato que nunca usou
Agendas de contatos que já fez.
Girando os passarinhos no móbile ao vento.
Restos do bolo debaixo do sofá
Imunados com um Rest in Peace.
Malha furada,cortinas verdes ou
Azuis...não lembro bem.

Nada pro almoço,nada pro jantar,
Um ato e uma rima previsíveis:
Mentes quando me olhas triste.

Levei para casa a televisão,
Imaginei se os cds eram todos seus.
Troquei as cortinas,que eram mesmo azuis,
Recolhi as fotos espelhadas pela casa,
Organizei os esmaltes na bancada.

Desfiz-me do colar e do armário envernizado,
Esperei que detetizassem o apartamento....e fui.

Sem chorar mais que uma gota
Ajudar quem realmente
Necessitava.
Garantia de vida e renovo:
Um litro de sangue foi doado,
E uma gota respingou no chão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário